O trabalho de Ectoplasmia nos Terreiros de Umbanda

O Ectoplasma

O fluído chamado ectoplasma é a substância mais utilizada pelos caboclos e pretos velhos nas curas. O ectoplasma se torna vital, já que os espíritos não o têm, por se tratar de um fluido animalizado (doado pelos médiuns) que se “materializa” no plano etéreo.

Nas cirurgias astrais realizadas nos terreiros, é utilizado na recomposição de tecidos e regeneração celular.

Nos trabalhos de desmanche das magias negativas, potencializamos o ectoplasma, direcionando-o aos lugares onde se encontra a origem do feitiço mórbido, que geralmente são objetos vibratoriamente magnetizados e que continuam a vibrar no Plano Astral muito tempo, mesmo após a decomposição física dos materiais utilizados.

Os médiuns de incorporação que têm previsto no seu programa de vida a tarefa por dentro da Umbanda, são grandes doadores desse fluido vital. Ocorre que eles foram previamente sensibilizados pelos técnicos do lado de cá antes de reencarnarem, com o intento de “escoarem” abundantemente o ectoplasma, assim como o grande fluxo de água ininterrupto lavra o leito do rio para chegar ao mar.

– do livro EVOLUÇÃO NO PLANETA AZUL


Gostou do artigo? Então não se esqueça de compartilhar com os seus amigos! Obrigado!





Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.