Preçe do Zé Pilintra da Beira do Cais

Sou livre, sou liberdade.
Caminho por onde ninguém caminha.
Ter medo?
Já o tive!
A noite é minha companheira.
Das trevas faço a luz.
Da luz faço o amor.
Do amor emano minha energia.
Já fui ébrio, fui boêmio.
E neste mundo, muito errei.
Na malandragem, eu era rei.
A vida passou e a morte chegou.
Malandro ainda sou.
Salve a Umbanda.
Salve toda Aruanda .
Salve a verdadeira Paz.
Sou Zé Pilintra da Beira Do Cais.


Gostou do artigo? Então não se esqueça de compartilhar com os seus amigos! Obrigado!






Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.