Iphan avalia tombar outros 394 itens do acervo do Museu de Magia Negra

238
blank
Parte da coleção do Museu de Magia Negra Foto: Divulgação/Iphan

O Iphan avalia aumentar o número de peças tombadas dentro do Museu da Magia Negra.

A análise está sendo feita junto ao processo para avaliar a troca do nome da coleção, considerado racista.

O acervo reúne itens usados em cultos e rituais de religiões de matriz africana e que foram confiscados entre os séculos XIX e XX, quando religiões como candomblé e umbanda eram consideradas crime.

Segundo o Iphan, a coleção tombada em 1938 corresponde a 126 peças.

De lá para cá, a coleção aumentou e hoje soma 520 itens. O Iphan avalia se expande o tombamento para os outros 394 itens.

Ainda não há previsão sobre quando a decisão será tomada.

Por Naomi Matsui, O Globo


Assine nossa Newsletter


Receba toda semana as últimas notícias do Umbanda 24 Horas em seu e-mail