Fofoca nos terreiros de umbanda!

A Fofoca é sem sombra de dúvida um dos maiores males da humanidade consequentemente enfraquece qualquer terreiro de Umbanda.

Nós médiuns de Umbanda temos que nos policiar, para não sermos contaminados pelaVAIDADE pelo ORGULHO, pela FOFOCA e por tantos outros males.

 

Contar ou não contar?

“Um dia um rapaz foi ter com o filósofo Sócrates e disse que lhe queria contar algo sobre alguém. O Sócrates parou a sua leitura e perguntou ao rapaz:

– O que me queres contar já passou pelos 3 crivos?

– Como assim 3 crivos? – perguntou o rapaz.

– O primeiro crivo é o da verdade. – afirmou o sábio.

– Não estou a compreender. – disse o rapaz.

– Antes de contares alguma coisa a alguém sobre outra pessoa deves ter a certeza que é verdade. Se for algo que ouviste por ai e não tens a certeza se é verídico, deves guardar apenas para ti e não contar a ninguém. – disse o sábio.

– Compreendi mestre. Qual é o segundo crivo? – perguntou curioso o rapaz.

– Supondo que o que pretendes contar é verdade, deves passar para o segundo crivo que é o do bom senso. Isto é, se o que vais contar é algo bom ou mau e se vai ajudar a construir ou a destruir o caminho ou a reputação desse pessoa. – respondeu o sábio.

– Então e qual é o terceiro crivo? – perguntou o rapaz.

– Se o que pretendes contar é verdadeiro e existe bom senso no que vais afirmar, deves passar para o terceiro crivo que é o da necessidade. Ou seja, saber se vale a pena contar, se evitará problemas, se ajudará a melhorar alguma coisa ou se criará soluções. – respondeu o mestre.

– Compreendi mestre. – respondeu o rapaz.

– Se o que queres contar passar pelos 3 crivos, deves contar, pois todos os que ouvirem as tuas palavras ficarão a ganhar. Por outro lado, se o que queres contar não passar pelos 3 crivos, não deves contar, pois trata-se de uma mentira ou de uma coscuvilhice que apenas criará a discórdia, o mau ambiente e o negativismo. – concluiu o mestre.

– Mestre, acabo de descobrir que não tenho nada para lhe contar. – disse sorridente o rapaz.“

Falar mal dos outros não muda a tua realidade, apenas a destrói. Geralmente quem fala mal dos outras acaba por perder a sua própria credibilidade e trazer negativismo para a sua vida.

É mais sábio olhares para ti próprio com o objectivo de corrigir as tuas falhas e melhorares como pessoa, do que desperdiçar o teu tempo com assuntos que não acrescentam valor à tua vida.

Lembre-te, um pessoa de sucesso, quando não pode falar bem dos outros, também não fala mal.

Fonte: Casa de caridade Portal de Aruanda

Uma resposta para “Fofoca nos terreiros de umbanda!”

Deixe uma resposta