A Caridade começa por mim

Fazer a caridade para o próximo é algo nobre, divino e fraterno, mas a pregunta que este nêgo quer deixar a vosmecês para refletirem é:
Até que ponto esta caridade têm seu real valor se falta a caridade para consigo mesmo?
Ser caridoso só com os outros tem trazido paz e harmonia nos pensamentos e no coração dos fios?
Tem sanado as dores morais?
Tem promovido o avanço dos fios no que tange a libertação de consciência e a reforma íntima?
Reflitam mió se suas atitudes estão dentro desta máxima ensinada pelo Nossu Sinhô Jesus Cristo:
Amar ao próximo COMO A SI MESMO.
Tão equilibradas as vossas ações?
Tudo que dá ao próximo, vosmecê dá a si mesmo?
Não será esta lacuna, está falta DO AMAR A SI MESMO, fazer tudo de bom a si mesmo assim como faz ao próximo a razão de suas dores emocionais, desequilíbrios de toda a ordem e doenças físicas?
Como atribuir tudo ao “carma”, ou seja as dores que colhem como atos de vidas passadas senão aplicaram ainda o AMOR A SI MESMO para constatar que realmente estão sob os efeitos do “carma”?
Se acreditam que o AMOR AO PRÓXIMO, a caridade, pode atenuar os efeitos da colheita de atos pretéritos indignos, o que pensar sobre essa mesma atenuação se aplicarmos o AMOR e a Caridade para conosco, juntamente para com o próximo?
Isso poderia potencializar seus efeitos? o efeito da colheita?
Nesse sentido não seria o caso de promovermos experiências para tirarmos nossas próprias conclusões?
Não seria este aprendizado, o resultado dessa experiência, o fortalecimento ou a mudança de uma crença para outra mais libertadora com base em uma fé raciocinada se constatada pela experiência?
Muitas preguntas né muzanfios queridos?
Mas as respostas vosmecês encontrarão se tiverem a coragem de testar, experimentar, abandonar velhos conceitos, analisar os fatos à luz da razão, da experiência e da Ciência.
Que Nossu Sinhô Jesus Cristo nos envolva em sua paz.

Pai João de Angola
__________________________________________
Mensagem extraída do Livro Sabedoria de Pai João, disponível na versão digital

www.facebook.com/sabedoriadepaijoao


Gostou do artigo? Então não se esqueça de compartilhar com os seus amigos! Obrigado!






Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.