Aclamação ás forças poderosas de Ogum ou São Jorge Guerreiro para vencer demandas Espirituais na área da saúde e material

Sobre as maravilhas do universo, cria-se a luz alva que resplandece lirial plenitude de bênçãos e paz.

Realizando em alvorada liminar a dádiva do amanhecer contínuo, ante a serenata dos seres viventes que em despertar ressoam seus brados de múltiplas linguagens à vida.

Descendo sobre o horizonte de forma clandestina e suave, a brisa reconfortante se debruça em desvelar encantador sobre tudo que há. Trazendo da terra mãe, um dos filhos que a encanta de graças divinas! Arauto em sua força e sublimar em seu poder e mistério que vêm da mãe África com sua magnitude no planalto, aonde se faz solo dos Deuses, que em fagulhas do Deus maior cósmico aqui, nos abençoa perante o crer e ter fé na busca do que se faça em pureza sobre a verdade da essência.

Até sobre a regência dos astros planetários, a reverência sua, acentua a grandeza em seu ser no poder da criação, que transforma e faz acontecer. Que o magnetismo do Planeta Marte se faça fonte revigorante em nossas conquistas e fortaleça-nos nas batalhas diárias da sobrevivência em paz e pela paz às nossas próprias vidas.

Rendo-me as fontes da luz que renovam meu estado de espírito. Sou grato a Deus e por ti meu amigo, meu pai, meu mentor, ser de luz, espírito que me rege, essência que me guarda e protege até contra os males que eu mesmo possa alimentar e nutrir ou cometer aos meus semelhantes.

Salve suas forças cavaleiro da virgem Maria!

Salve suas forças lanceiro da estrela guia, salve seu poder magnetizador sobre o influenciar do gravitar do satélite lua e salve sua influência cognitiva positiva no ânimo e ímpeto humano; salve mensageiro do cristo cósmico e direcionador vibracional das boas energias irradiadas do Cruzeiro do sul.

Com o grande Arcanjo Miguel ao seu lado e sobre as leis amorosas e sagradas do Anjo Ismael sobre o solo Brasileiro, possa sua força se multiplicar nos psiquismos humanos; e sobre os mesmo imantar salutar fluidos de paz interior, coragem, fé raciocinada, perseverança disciplina com atitude sobre a verdade em ser apenas o que se é. Humano!!!

Eu Creio meu amigo, eu creio e tenho fé na luz que lhe fortifica em virtudes abençoadas no ungir macrocósmico sobre seu mistério eterno.

Deste modo eu venho em súplica pedir-te com amor e humildade:

Que os males sejam eles quais forem, se redimem ante sua força e presença, que as tristezas, cóleras ou ira e ódio e as maledicências possam sucumbirem perante a luz do seu emanar de amor. Que se faça esta máxima em verdade absoluta em nome de Deus em amor e caridade, sobre todos seus filhos e a todos que sobre sua capa recorrem em nome do amor e da paz dos seus espíritos, em busca da cura e transmutar de todos seus males.

Deus ou o todo cosmos em magnânimo estado vibracional em essência que poderíamos traduzir na ternura e afeto no amar genuíno é testemunha disto!!!

Eu Tenho fé!

Deus é por ti e eu sou em Deus e juntos somos ungidos sobre a essência da vida e pela incessante continuidade do espírito em seu emanar de verdades e realidades nas experiências no assimilar informativo das múltiplas vicissitudes.

Agradeço a existência, a experiência de poder sentir-te e nutrir um mínimo que seja uma fagulha de sua essência. Com humildade e sendo apenas um Eterno Aprendiz do viver te saúdo.

Ogunhê! Ogunhê! Ogunhê!

Eterno Aprendiz: Edson Rosa Rosa

Características dos Filhos de Ogum

Os Filhos de Ogum são tidos como brigões, mas é errôneo este pensamento. São mais intransigentes e obstinados do que propriamente brigões. Ogum representa o Espírito da Lei e seus Filhos têm esta característica bem predominante. Raramente pondera as coisas: se o regulamento é este, então, tem que ser seguido a qualquer custo. Toda Lei tem que ser estudada, para obter-se o seu verdadeiro sentido, para saber o seu espírito. Porém, para o Filho de Ogum, ele é usada com parcimônia. Ele segue a Lei sem ligar se ela serve para este ou aquele caso. É a Lei, tem que cumprir, implacavelmente. O pai de família, Filho de Ogum, não dá muitas chances de diálogo para seus filhos. É inflexível e radical. Usa uma lei para si e outra para os outros. É vaidoso, não gosta de ser contrariado em suas opiniões. Raramente “arreda pé” de sua posição, mesmo quando não dá certo. Quer sempre fazer prevalecer o seu ponto de vista. Não recua nenhuma vez em suas decisões. Tem sempre tendências para resolver as coisas para o seu lado, de qualquer forma. A mulher, Filha de Ogum é mais querelante do que briguenta. É mais belicosa e de atitudes extremadas. É excelente mãe de família, porém, coitado do filho que não andar direito: ela é do tipo que bate primeiro para depois perguntar onde foi o erro. O Filho de Ogum é dado a fazer conquistas, tem facilidade de relacionamento com o sexo oposto de qualquer filiação de Orixá.

Fonte: Facebook Caboclo Cobra Coral

As características dos filhos de Ogum

Não é difícil reconhecer um filho de Ogum. Tem um comportamento extremamente coerente, arrebatado e passional, aonde as explosões, a obstinação e a teimosia logo avultam, assim como o prazer com os amigos e com o sexo oposto. São conquistadores, incapazes de fixar-se num mesmo lugar, gostando de temas e assuntos novos, conseqüentemente apaixonados por viagens, mudanças de endereço e de cidade. Um trabalho que exija rotina tornará um filho de Ogum um desajustado e amargo. São apreciadores das novidades tecnológicas, são pessoas curiosas e resistentes, com grande capacidade de concentração no objetivo em pauta; a coragem é muito grande.
Os filhos de Ogum custam a perdoar as ofensas dos outros. Não são muito exigentes na comida, no vestir, nem tão pouco na moradia, com raras exceções. São amigos camaradas, porém estão sempre envolvidos com demandas. Divertidos, despertam sempre interesse nas mulheres, tem seguidos relacionamentos sexuais, e não se fixam muito a uma só pessoa até realmente encontrarem seu grande amor.
São pessoas determinadas e com vigor e espírito de competição. Mostram-se líderes natos e com coragem para enfrentar qualquer missão, mas são francos e, às vezes, rudes ao impor sua vontade e idéias. Arrependem-se quando vêem que erraram, assim, tornam-se abertos a novas idéias e opiniões, desde que sejam coerentes e precisas.
As pessoas de Ogum são práticas e inquietas, nunca “falam por trás” de alguém, não gostam de traição, dissimulação ou injustiça com os mais fracos.
Nenhum filho de Ogum nasce equilibrado. Seu temperamento, difícil e rebelde, o torna, desde a infância, quase um desajustado. Entretanto, como não depende de ninguém para vencer suas dificuldades, com o crescimento vai se libertando e acomodando-se às suas necessidades. Quando os filhos de Ogum conseguem equilibrar seu gênio impulsivo com sua garra, a vida lhe fica bem mais fácil. Se ele conseguisse esperar ao menos 24 hs. para decidir, evitaria muitos revezes, muito embora, por mais incrível que pareça, são calculistas e estrategistas. Contar até 10 antes de deixar explodir sua zanga, também lhe evitaria muitos remorsos. Seu maior defeito é o gênio impulsivo e sua maior qualidade é que sempre, seja pelo caminho que for, será sempre um Vencedor.
A sua impaciência é marcante. Tem decisões precipitadas. Inicia tudo sem se preocupar como vai terminar e nem quando. Está sempre em busca do considerado o impossível. Ama o desafio. Não recusa luta e quanto maior o obstáculo mais desperta a garra para ultrapassá-lo. Como os soldados que conquistavam cidades e depois a largavam para seguir em novas conquistas, os filhos de Ogum perseguem tenazmente um objetivo: quando o atinge, imediatamente o larga e parte em procura de outro. É insaciável em suas próprias conquistas. Não admite a injustiça e costuma proteger os mais fracos, assumindo integralmente a situação daquele que quer proteger. Sabe mandar sem nenhum constrangimento e ao mesmo tempo sabe ser mandado, desde que não seja desrespeitado. Adapta-se facilmente em qualquer lugar. Come para viver, não fazendo questão da qualidade ou paladar da comida. Por ser Ogum o Orixá do Ferro e do Fogo seu filho gosta muito de armas, facas, espadas e das coisas feitas em ferro ou latão. É franco, muitas vezes até com assustadora agressividade. Não faz rodeio para dizer as coisas. Não admite a fraqueza e a falta de garra.
Têm um grave conceito de honra, sendo incapazes de perdoar as ofensas sérias de que são vítimas. São desgarrados materialmente de qualquer coisa, pessoas curiosas e resistentes, tendo grande capacidade de se concentrar num objetivo a ser conquistado, persistentes, extraordinária coragem, franqueza absoluta chegando à arrogância. Quando não estão presos a acessos de raiva, são grandes amigos e companheiros para todas as horas.
É pessoa de tipo esguio e procura sempre manter-se bem fisicamente. Adora o esporte e está sempre agitado e em movimento, tendem a ser musculosos e atléticos, principalmente na juventude, tendo grande energia nervosa que necessita ser descarregadas em qualquer atividade que não implique em desgastes físicos.
Sua vida amorosa tende a ser muito variada, sem grandes ligações perenes, mas sim superficiais e rápidas.

Uma história de Ogum Xoroquê

Uma vez ao voltar de uma caçada não encontrou vinho de palma (ele devia estar com muita sede), e zangou-se de tal maneira que irado subiu a um monte ou montanha e Xoroquê (gritou Ferozmente ou cortou cruelmente do alto da montanha ou monte), cobrindo-se de sangue e fogo e vestiu-se somente com o mariwo, esse Ogum furioso chamado agora de Xoroquê, foi para longe para outros reinos, para as terras dos Ibos, para o Daomé, ate para o lado dos Ashantis, sempre furioso, Guerreando, lutando, invadindo e conquistando. Com um comportamento raivoso que muitos chegaram a pensar tratar-se de Exu zangado por não ter recebido suas oferendas ou que ele tivesse se transformado num Exu (talvez seja por isso que chegue a ser tratado como sendo metade exu por muitos do candomblé). Antes que ele chegasse a Ire, um Oluwo que vivia lá recomendou aos habitantes que oferecessem a Xoroquê, um Aja (cachorro), Exu (inhame), e muito vinho de palma, também recomendou que, com o corpo prostrado ao chão, em sinal de respeito recitassem o seus orikis, e tocadores tocassem em seu louvor. Sendo assim todos fizeram o que lhes havia sido recomendado só que o Rei não seguiu os conselho, e quando Xoroquê chegou foi logo matando o Rei, e antes que ele matasse a população Eles fizeram o recomendado e acalmaram Xoroquê, que se acalmou e se proclamou Rei de Ire sendo assim toda vez que Xoroquê se zanga ele sai para o mundo para guerrear e descontar sua ira chegando ate a ser considerado um Exu e quando retorna a Ire volta a sua característica de Ogum guerreiro e vitorioso Rei de Ire.