Deus na Umbanda

A Umbanda é uma religião monoteísta, ou seja, acredita na existência de um Deus Supremo, incriado, criador de tudo e de todos. Dele, provém todas as formas e manifestações de vida.

Foi Deus Supremo quem criou os Orixás, os espíritos e todos os planetas e astros existentes no universo. Esse Deus pode ser chamado de diversos nomes, tais como, Zambi, Olorum, Olodumaré, etc. Tais denominações são influencias das nações africanas que chagaram ao Brasil durante o período da escravidão. Continue lendo “Deus na Umbanda”

Oração Creio Umbandista

creio umbandista

Creio em Deus, onipotente e supremo.

Creio nos Orixás e nos Espíritos Divinos que nos trouxeram para a vida por vontade de Deus.

Creio nas Falanges Espirituais, orientando os homens na vida terrena.

Creio na reencarnação das almas e na justiça divina, segundo a Lei do Retorno.

Creio na comunicação dos Guias Espirituais, encaminhando-nos para a caridade e a prática do bem.

Creio na invocação, na prece e na oferenda, como atos de fé.

E creio na Umbanda, como religião redentora, capaz de nos levar pelo caminho da evolução até o nosso Pai Oxalá.

Assim seja!

Faça uma Oração aos Bons Espíritos

Bons Espíritos, guiem minhas orações, para que sejam ouvidas.

Que minhas orações expressem meu amor por Deus e Jesus que tenham força e poder para modificar as circunstâncias ruins e semear o bem no mundo e minha elevação moral.

Meu Anjo da Guarda, eu o saúdo!

Você me acompanha desde o dia de meu nascimento, ou talvez desde antes mesmo de eu ter esta forma física. Continue lendo “Faça uma Oração aos Bons Espíritos”

A mensagem dos Pretos Velhos

A figura do Preto-Velho é um símbolo magnífico. Ela representa o espírito de humildade, de serenidade e de paciência que devemos ter sempre em mente para que possamos evoluir espiritualmente.
Certa vez, em um centro do interior de Minas, uma senhora consultando-se com um Preto-Velho comentou que ficava muito triste ao ver no terreiro pessoas unicamente interessadas em resolver seus problemas particulares de cunho material, usando os trabalhos de Umbanda sem pensar no próximo e, só retornavam ao terreiro, quando estavam com outros problemas. O Preto-Velho deu uma baforada com seu cachimbo e respondeu tranquilamente: “Sabe filha, essas pessoas preocupadas consigo próprias, são escravas do egoísmo. Procuramos ajudá-las, resolvendo seus problemas; mas, aquelas que podem ser aproveitadas, depois de algum tempo, sem que percebam, estarão vestidas de roupa branca, descalças, fazendo parte do terreiro. Muitas pessoas vem aqui buscar lã e saem tosque adas; acabam nos ajudando nos trabalhos de caridade”. Continue lendo “A mensagem dos Pretos Velhos”